juventude

Invista na juventude e aumente a produtividade da sua empresa

O ano de 2015 não foi nada fácil para muitas empresas. Com a crise econômica que o país está passando, vários gestores tiveram que demitir alguns de seus funcionários como forma de reduzir os custos. Mas, por outro lado, algumas companhias seguiram na contramão da crise e conseguiram se manter produtivas, mesmo com um cenário financeiro pouco confiável. Sabe como? Contratando jovens profissionais.

Se você nunca pensou sobre o assunto, não é o único. É comum os empresários brasileiros terem certa dificuldade ou resistência em enxergar o jovem como alguém que pode se adaptar à realidade da empresa e que também tenha interesse genuíno em aprender. O modo como a maioria percebe o jovem é como alguém que serve para fazer um trabalho que ninguém quer executar ou como mão-de-obra barata. Mas, essa realidade é bem diferente em outros países, onde os jovens são vistos como potenciais profissionais que podem contribuir e alcançar resultados significativos para o negócio.

Um exemplo é os Estados Unidos. Enquanto que lá os jovens são a principal força de trabalho em uma empresa, no Brasil eles sofrem com o desemprego beirando a casa dos 20%, segundo dados da Pnad. Já o Relatório Global de Competitividade do Fórum Econômico Mundial coloca os norte-americanos em 3° lugar no ranking. Os brasileiros amargam a 75° posição. Não é coincidência que a diferença de produtividade entre os dois países seja tão discrepante. Mas como começar a investir nos jovens para que contribuam para aumentar a produtividade da empresa?

Invista em uma boa seleção dos candidatos

Antes de tudo, é importante saber que a seleção – antes um processo unilateral, ou seja, só a empresa escolhia o candidato – hoje é bilateral: a companhia escolhe, mas também é escolhida. Para estágio, aprendiz ou trainee, isso acontece porque os jovens estão mais bem informados e, com isso, fazem escolhas mais criteriosas com relação à empresa em que deseja trabalhar. Assim, manter uma boa imagem institucional deve ser uma das preocupações constantes das empresas que pretendem atrair e reter jovens talentosos e que queiram se desenvolver na companhia.

Estimule o desenvolvimento do estagiário

A escolha do supervisor é o primeiro passo para assegurar o desenvolvimento profissional desse jovem profissional. Isso garante a escolha de atividades bem dosadas, num grau de complexidade crescente que estimule o jovem para novos desafios. Escolhido o supervisor, ele deve evitar atitudes extremas como uma postura paternal ou o excesso de rigor, que pode inibir a espontaneidade e a criatividade do jovem.

É importante que o aprendiz, estágio ou trainee se sinta parte da equipe, com responsabilidade e comprometimento, e tenha uma boa integração com os demais colaboradores. Além disso, o reconhecimento por mérito e a prática do diálogo, com a correção imediata de possíveis equívocos, também são combustíveis valiosos para o bom desempenho do jovem e do alto nível de produtividade.

Para mais informações sobre os nossos processos de seleção e recrutamento, entre em contato!