SuperVia e o Programa de Aprendizagem 2019

SuperVia Jovem Aprendiz

Presente no dia-a-dia da população carioca, a SuperVia – responsável pelo trabalho operacional do sistema de transporte ferroviário em vários municípios do Rio de Janeiro – inicia mais uma turma de aprendizes em parceria com a Fundação Mudes.

A parceria que teve início em 2012 já está em sua 4ª turma. A Analista de Recursos Humanos da SuperVia, Regina Evangelista conta que procurou a Fundação Mudes a pedido do ex-presidente da empresa, que no passado tinha sido estagiário pelo MUDES e possuía boas recordações do acompanhamento e suporte que teve. Dessa vez não foi diferente, resultando em uma parceria de sucesso: “estamos muito satisfeitos e bem assessorados”, relata a analista de RH.

Segundo Regina, o objetivo da SuperVia é apoiar a educação profissional desses jovens porque acredita na responsabilidade social desta contratação. “A empresa  prepara o aprendiz para temas como cidadania, empatia, além de oferecer uma oportunidade do jovem aprender novas funções e se capacitar para o mercado de trabalho”.

A contribuição na empresa é perceptível. De acordo com Regina Evangelista, os funcionários com mais tempo de casa se relacionam bem com a equipe jovem, recém chegada. “Os aprendizes tem muito a aprender e também muito a ensinar. O que justifica o fato de conseguirem ser ouvidos e entendidos por todos, colaborando para a construção de um ambiente de troca de conhecimentos”, explica Regina.

No entanto, o maior desafio que a SuperVia se propõe é ao final do contrato de aprendizagem manter o maior número de jovens no quadro funcional da empresa, tarefa que vem sendo realizada com sucesso. Muitos aprendizes são efetivados para vagas de: bilheteiro, técnico, maquinista, apoio administrativo, oficial de manutenção, assistente administrativo, entre outras.


Processo Seletivo

A primeira fase do processo seletivo para aprendiz da SuperVia em 2019 foi a aplicação de provas de matemática, português e redação desenvolvidas pelo MUDES com aprovação da SuperVia e contou com a participação de cerca de 800 candidatos.

Na segunda fase foram realizadas entrevistas coletivas com a participação da Fundação Mudes e SuperVia para os 300 candidatos aprovados na fase anterior. A última etapa foi destinada para a realização de exames médicos.

A atual turma conta com 65 aprendizes que iniciaram a capacitação na Fundação Mudes dia 03 de janeiro.

Instrutores do Programa Juventude Aprendiz

A Fundação Mudes conta com uma equipe de instrutores responsável por ministrar a grade curricular do Programa Juventude Aprendiz nas disciplinas como: Informática. Lógica matemática, Linguagem e Comunicação, Mundo do Trabalho e Desenvolvimento Humano.

A instrutora de português, Catharina Alves, explica que capacitar para a vida profissional é o principal objetivo do programa, mas existe também um trabalho para formar um cidadão consciente de seu espaço e papel na sociedade.

O instrutor de Informática Breno Oliveira conta com um plus na bagagem: também já foi aprendiz. Breno acredita que a função desenvolvida é um trabalho desafiador que precisa de dedicação e aposta nos aprendizes. Para isso, os instrutores devem ter em mente que as aulas precisam ser dinâmicas para prender a atenção do aprendiz. Além disso, é necessário mostrar ao jovem como aquele conteúdo pode e deve ser aplicado na prática.

Possui interesse em implementar um programa de aprendizagem também na sua empresa? A Fundação Mudes pode te auxiliar em todo processo: desde o recrutamento, capacitação e acompanhamento. Entre em contato conosco para tirar todas suas dúvidas pelos nossos telefones e email: comercial@mudes.org.br/whatsApp: (21) 3094-1149. Ou solicite convênio clicando aqui.